Frases de GILSON ALVES

> Autores > GILSON ALVES



Encontradoss 15 pensamentoss de GILSON ALVES

OS ERROS COMO A BASE DE TUDO

Pensando bem, o mundo não seria tão interessante sem os erros, pois estes nos mostram o caminho para os acertos... E de igual forma, nos leva a sabedoria de algo ainda não desmistificado.
Se tudo fosse só acerto, as pessoas não precisavam uma das outras, e o mundo se tornaria muito individualista, pois cada um teria seu ponto de vista correto, e ninguém poderia dizer também, que o outro estivesse errado.
Várias frases atribuem ao erro às soluções dos problemas, e apaziguam o sentimento de culpa por ter errado. “Errar é “humano”, “O ser humano é passivo de erros” e a mais célebre de todas, dita por Cristo: “ Quem nunca errou atire a primeira pedra”. Então, dentro do erro, encontramos diversos acertos, porque um, coexiste no outro.
Andando por uma estrada, por exemplo, encontramos dois caminhos, o que nos leva ao lugar desejado e outro de rumo ignorado. Se por acaso deixarmos de pegar o caminho correto e seguirmos o errado, logo veremos que o novo caminho nos conduz a lugares antes não conhecidos por nós, concluiremos então, que aquele erro foi acertado, pois só assim, descobrimos novos horizontes. Um dos grandes acertos que foi proveniente de um erro foi à colonização da América, pois os europeus procuravam na verdade era o caminho para a Índia, e se não fosse por esse admirável erro, nossa história certamente seria outra.
Em tudo na vida precisamos errar para saber que é necessário acertar, inclusive, existe aquele acerto que torcemos para que verdadeiramente seja um erro, e dizemos tomara que eu esteja errado! Naquelas nossas previsões que trazem notícias não tão agradáveis para nossa vida, é um bom exemplo disso.
Às vezes na paixão, deixamos de dizer eu te amo para a pessoa amada, por acreditar que ainda não estar no momento certo... E depois, sem ao menos termos tempo de falar o que gostaríamos, tudo acaba. E teremos a certeza do que o certo era o momento errado.
Observamos que a partir do momento que você começa a fazer as coisas todas certas, você deixa de ser cobrado pelas erradas... Quanto mais se acerta hoje em dia, mas terá cobrança em sua vida.
Postergar um erro é fazer de um acerto uma quimera, é se tornar incapaz de admitir o erro quando esse for um acerto para você. Pensando assim, os erros formam a base da perfeição!

GILSON ALVES

Comodismo e futuro

Ah esse comodismo exagerado! Que deixa no modo estacionário o progresso da inteligência, da tecnologia e curas de doenças.
Para uma sociedade que precisa crescer em todos os seguimentos, não podemos nos dar o luxo de ficar acomodados ou em outras palavras, com preguiça... Pois como dizem, o “futuro é pra frente”, será que muitos acham que o futuro só vai chegar quando vivermos como nos filmes de ficção científica? Vivendo em grandes espaçonaves e combatendo os inimigos interestelares?
Na verdade se você não tomar uma atitude, e não levantar esse traseiro do sofá para fazer algo, para melhorar a situação, o futuro vai passar em sua frente quando estiver bem acomodado assistindo o seu time jogar na tv. O quê? Você já acha que faz muito indo às urnas para escolher seu representante político, para que esse faça tudo por você? Então vai esperando mesmo sentado! Pois, aquele em que você confiou essa missão, hoje está em Brasília, fazendo justamente o mesmo que você, só que sendo pago para isso, hehehhe! Aquilo é que é comodismo desenfreado... Que puxa a engrenagem de nosso país ao revés do crescimento social. E o pior é que os tais representantes aparecem às vezes, interrompendo a sua programação normal, para dizer que o futuro do país chegou, de uma forma demagógica e ironizando a todos nós. Enquanto isso, você está pensando em fazer planos para seu futuro porque tem preguiça de lutar por suas metas... Pode ser que eu esteja enganado, porque seus ideais podem ser somente assistir programas na tv e se empanzinar de rosquinha, enquanto coloca em forma de botijão seu belo abdômen, aproveitando seus momentos de sapiência, para fazer algo importante...Coçar o próprio saco.
Aproveite hoje para realizar grandes conquistas para sua vida... Porque o futuro não é nada mais que o tempo necessário para você deixar de ser paciente e lutar por seus ideais. Pense nisso!

GILSON ALVES

Nossos dias

O Mundo anda mesmo diferente. Houve um tempo que os jovens não falavam sobre determinados assuntos na frente dos pais ou dos mais velhos... Agora o que se ver mesmo, é a grande falta de respeito de um para com o outro, achincalhamentos, brigas e escândalos envolvendo pessoas da mesma família. Se a família é verdadeiramente a célula mater da sociedade, onde estão o respeito, o valor e o amor que são princípios básicos da família? Ah! Isso parece ter ficado num passado bem distante, pois o que vemos na verdade, é o ódio, o rancor e a transgressão contra seu próprio irmão. Antigamente a família se sentava ao redor da mesa para fazer suas refeições, agora em frente da tv assistindo vários programas de reality show, que ajudam a inflamar ainda mais o clima de discórdia dentro do grupo familiar.
As tendências da juventude mudaram como também mudaram os sentimentos de afago e caricias... Parece mesmo, que nos jovens de hoje em dia, foram implantados chips em lugar de coração, que aceitam tudo da tecnologia e desperdiçam as coisas boas passadas pelos nossos pais, por achar que a forma empírica e conhecimento de uma vida, de uma vez só, deram lugar aos conhecimentos teóricos do futuro.
Ao passo que caminha a humanidade, logo, logo chegaremos a encontrar vida em outros planetas, porém, para se obter essa conquista, nos perderemos como seres vivos e passaremos a viver como robôs, não nos importando com a compreensão e sim, com a produção exacerbada dessa sociedade capitalista. Daqui a pouco, quem não se adequar ao sistema, vai ser deletado pelo “Exterminador do Futuro”, que na verdade extermina milhares de pessoas do mercado a cada ano.
Cada vez fica mais raro lembrar dos momentos bons do passado, pois o tempo que você vai levar para fazer esse flash back, pode lhe atrapalhar em algum projeto supersônico como é a vida nos dias atuais. E dessa forma, trocar a essência do prazer pela a essência do ter e do poder.
Se pensarmos bem, saberemos que o futuro depende muito de velhos conceitos, pois se acreditarmos que as novas gerações (crianças) de hoje serão a esperança do amanhã, veremos claramente que a idéia parte dos antigos ensinamentos, pois o futuro se enquadra no passado. Por outro lado, o que parece mesmo é que a culpa não sai da juventude e sim dos pais, que pelo pensamento de mundo novo não querem ser “caretas” diante das primazias que permeiam a sociedade.
Não estou aqui falando que o crescimento futurístico é de todo ruim, só estou citando alguns pontos negativos que contribuem para o aumento da violência e a perda de identidade humanitária. Hoje não é como antes! Quem tem não divide, e quer sempre mais... Quem não tem, não recorre a ninguém, pois o altruísmo já não existe mais. Como nosso país saíra do terceiro mundo? Se bem, que o Brasil já saiu há muito tempo, para uma pequena gama que corrói os miseráveis da “Nação Zumbi”, e se deleitam em mansões luxuosas se empanturrando ao bel prazer, com sorrisos intocáveis a espera das altas cotações do dólar e do euro, para sua satisfação não ter fim.
Para os privilegiados, lançam os programas de engenharia através de software para mundos virtuais, se integrando a uma entidade abstrata... Para o proletariado, lançam programas de alimentação, para os carentes viverem num eterno zero a zero contra a fome.
Que mundo é esse?

GILSON ALVES

FRUSTRAÇÃO DE QUEM AMA

Quando se deseja alguém verdadeiramente, e se atira a uma louca paixão, ficamos meio perdidos, entregues ao desejo. Deveríamos saber que louca não é a paixão, é a frustração, e o que ela causa nos corações... Depois que esperamos horas após horas no lugar marcado do encontro, e sua paixão não aparece... Quem aparece posteriormente ao episódio? A frustração! Essa sim está pronta para o encontro com a indignação e a saudade que brotam de seu peito. Ela enche sua mente de dúvidas, sendo a senhora das interrogações... Por que isso? Por que aquilo? É isso! A frustração aparece mesmo é para nos enlouquecer.
Lembra aquele dia que você se produziu inteiro? Foi várias vezes na frente do espelho? Conferiu o hálito, a barba e o cabelo? Pois é, naquele dia você até ensaiou palavras bonitas para lhe proferir e tocar seu coração... Fez planos de levá-la para um lugar lindo magistral... Esperando que ela aparecesse linda, deslumbrante e com toda formosura de uma princesa... Sabe o que aconteceu? A paixão lhe deu um “bolo” novamente! Não! Não! Mas a frustração marcou presença ali firme, pronta para destilar seu veneno e lhe embriagar em devaneios.
Já notou que a frustração sempre vem precedida da espera?
Você pode-me dizer que estou errado, pois quando acontece da gente ir atrás da paixão, e a flagra nos braços de outro? Nesse caso, não houve espera. Aí que você se engana, pois você não esperava que ela pudesse lhe fazer aquilo... Então amigo esse exemplo é o clássico da espera pela frustração.
Quem sabe agora você pode sair de braços dados com sua amiga frustração, acompanhada da tristeza e desilusão e beber umas boas doses em algum bar qualquer? Para afogar as mágoas de sua paixão que na verdade lhe deixou a “ver navios”, nos quais, ela embarca para fugir com outros amores.
Enfim, viver colhendo frustração no amor significa mesmo, que você tem um jardim de paixões erradas... E é necessário plantar nele erva daninha para combatê-las.

GILSON ALVES

AMIGO EMINENTE

Ter a convicção de algo é esplendido, pois, pode neutralizar qualquer possibilidade de dúvida nos desafios... Mesmo que erremos, fica a sensação aliviada da decisão que foi tomada mediante a convicção.
Às vezes o que nos abate, não é somente ter perdido determinada coisa, mas sim, para quem a perdemos... Então surge o adversário. Muitos têm o seu adversário como inimigo da vida, mas, não se lembra que é por causa dele que nos preparamos para alcançar a vitória.
Numa partida de futebol, por exemplo, entramos no campo pronto para marcar gols, mas sem nos esquecer da defesa, para que o adversário não marque... Num concurso, todos os outros são seus concorrentes diretos por uma vaga... No trabalho, na paixão, na política enfim, em cada seguimento da vida temos adversários. Agora, sempre temos um adversário que para esse não admitimos perder nem em joguinho de palito, e esse chamamos de rival. Por ele temos ódio eterno e torcemos para que ele nunca se dê bem na vida. A raiva por ele é tamanha, que não vemos o grande benefício que nos traz... Quando sabemos que ele está numa parada, nós não perdemos tempo e de pronto, já estamos preparados para combatê-lo, e estudando estratégias para vencer o proposto desafio, nem que isso custe o “olho da cara”. Vamos em cima, corremos atrás, pulamos e nos desdobramos para ganhar.
Portanto, o adversário rival é o maior entusiasta de nossas conquistas. Ele nos incentiva à vitória, querendo ou não. Entretanto devemos reconhecer as conquistas dele, pois se as desmereces não estará dando valor a você mesmo. Lembre-se que lutam pelas mesmas coisas e ideais... E se ele o venceu, foi porque o menosprezou e não se preparou mais que ele para sair-se vitorioso da batalha.
Confesso, é difícil amar o inimigo... Como de forma igual, é complicado ser um verdadeiro amigo. Em todo caso é melhor adotar o “flair play” e aprender que nossos rivais não necessariamente, são nossos inimigos, mas sim, amigos eminentes.

GILSON ALVES

MORTE EM VIDA


Viver lúcido num mundo cheio de fantasias é difícil. Acreditar no que não vemos também.
Parece até loucura ver que a morte para alguns chega em vida, pois a vida acaba em meio a desilusão da própria vida que se faz morte... Por pensar nos sonhos que não viraram realidade, por não alcançarmos o objetivo nela proposto. Sim, é essa morte quase vida que comina no desesperador desejo de vencer, e se entregar de corpo e alma a eminente derrota de um ser. Que não tem força para reagir e reverter esse quadro clínico que é imposto pela sociedade.
Lá vai o trabalhador levando o seu utensílio da labuta, pronto para vencer na vida se matando no sofrer, pois, o sistema humilha quem trabalha e oferece loros da vitória a quem suga o suor amargo do labor. Sentado fica de braços cruzados vendo entrar em seus cofres o poder do “Real” absolutista da minoria favorecida.
Nos paraísos tudo acontece... Mas não há provas! Porque elas só existem no seletivo da vida, que são feitas como leilão, quem dá mais, pode mais. E quem nada tem, não! Não vai dá pra viver!
Enquanto isso, o corre, corre nas cidades continua na busca por dias melhores dentro da grande ilusão desse espetáculo da vida. A folha de cheque que traz a esperança a cada vencimento, traz consigo, a dor de cabeça por conta da frase não vai dá. Então, vem à única certeza do servidor, vou ter que me desdobrar... Aumentar horas para que a velha vida, não se torne morte no momento daquela quitação atrasada pela situação desfavorável.
Para muitos, a vida vira uma morte, que aos poucos assume sua verdadeira identidade nas mentes e corpos dos trabalhadores abatidos pela injustiça e falta de oportunidades. Nesse caso, só resta a indignação banhada pelas lágrimas do sofrimento, seguido da morte em vida. Depois além, além, além...

GILSON ALVES

RELACIONAMENTOS EM PENSAMENTO

Estava sentado num banco da praça, ouvindo uma música de Zé Ramalho, que particularmente gosto muito. Quando também, comecei a analisar os casais, vários passavam de mãos dadas ou abraçados, trocando olhares carinhosos e se acariciando em meios a juras de amor... Assim, me aprofundei nos meus pensamentos a respeito do assunto mencionado. Todos esses enlaces românticos que demonstram mais uma beleza estética para sociedade que real para si mesmo, me fizeram colocar a “colher” na vida dos casais, a fim de saber, a insegurança de cada um no relacionamento.
Do homem, quando está namorando se acha um Dom Juan de palavras adocicadas, porém, não sai de sua cabeça a incerteza de tê-la conquistado realmente e que, possivelmente imagina que ela esteja lhe fazendo acreditar em seus sentimentos, que cá pra nós, que é muito fácil para uma mulher... Então, de certo surge no pensamento à possibilidade da traição, aí, logo ele entra em parafuso sem saber o que verdadeiramente acontece com sua cara metade, e nesse momento, o sentimento de outrora que era somente paixão, começa a se digladiar com o ciúme, causando o mal estar na relação. E para o orgulho masculino, na hora de uma decisão, não vêm primeiro os momentos bons passados com a amada, isso até fica esquecido na hora, o que vem mesmo, é a imaginação do que os seus amigos vão dizer se caso a traição for à verdade da história... Lá vai o chifrudo, o corneado, o galhado, e ainda ele imagina além, com todos os adjetivos acompanhados de comparações em sua situação, sendo citados pelos próprios amigos de futebol, de trabalho enfim... Que fazem parte de seu meio social, da seguinte forma: corno maxixe, corno de biqueira, corno bom bril e etc. Que maldade! E isso, se torna um trauma quando a situação é contornada momentaneamente, e eles se casam, tendo que continuar andando de mãos dadas pela praça, e de vez em quando retornarem ao mesmo problema.
Da mulher, começa bem dedicada ao amor, a felicidade dos dois, mas com o tempo e o desgaste da relação, e com as inúmeras vezes que o amado lhe troca pelas partidas de futebol, acompanhadas pela falta de atenção, se limita a ficar em casa de início, aí arranja logo uma amiga para compartilhar seu sentimento e sofrimento, porém ainda nada acontece, quando tem o cartão de créditos que faz desafogar ou minimizar a carência do companheiro, em compras em lojas de roupas, em salões de beleza... Depois, começa a receber olhares de outros homens, e galanteios que fazem subir sua alta estima preste atenção na palavra “alta”, parece até um paciente com permissão para sair do hospital, então imagine só o risco que o camarada corre... Meu Deus! Imaginemos que para suprir a falta de carinho e afeto que falta por parte de seu amado, ela resolva atender as solicitações de seu corpo com outro galã. E nesse caso a tal amiga, tem um poder incrível para lhe salvar ou condenar de vez... O que você espera que ela diga sendo ela mulher e entender a situação? É amigo, a coisa é feia e parece ter sete cabeças! Mas tenho um consolo, uma pessoa amiga, que não é de sua mulher, é minha, me confidenciou que às vezes isso acontece mesmo, porém a mulher se relaciona com o outro sem amá-lo para fortalecer o namoro ou quem sabe o casamento... E quando você voltar a dá importância para ela, ela deixa a promiscuidade e vive feliz ao seu lado. Bem, e por falar em viver feliz, tenho que ir pegar minha namorada para sairmos de mãos dadas pela praça!

GILSON ALVES

Simpatia para o amor

É fácil ver uma pessoa loucamente apaixonada por alguém. E que esse alguém não a corresponda de forma recíproca. Daí surge àquela idéia, que se fizer uma simpatia qualquer, vai ajudar a encantar o amor na outra pessoa por você. Como que se tudo fosse uma magia atuando sobre a pessoa amada.
Existem mesmo várias pessoas que acreditam piamente nessas coisas... Em astral, e em forças invisíveis tocando as visíveis, assim como o vento toca o seu corpo e você não pode vê-lo. De forma igual, o sentimento do amor balançando seu coração e fazendo subir calafrios, comichões e suspiros intensos.
Na verdade, acredito que o mais cético, já fez alguma simpatia amorosa, mesmo inconscientemente de suas ações... Talvez, quando dormiu abraçado com alguma peça de roupa da pessoa amada, desejando do fundo do coração que ela estivesse pensando nele naquele instante, ou quem sabe, tocando aquela foto na moldura e pedindo para que o seu amor aparecesse ali em sua frente, e até mesmo, se passando aquele perfume que parece com seu amor.
Tem gente que anda com a foto de sua amada na carteira, para demonstrar todo seu amor, mas acima de tudo, acreditando que aquela foto possa unir-los para sempre, como em forma de simpatia. Ou você acha que simpatia é somente quando você pega um pires, um papel branco, escreve no papel com caneta de tinta preta três vezes o nome da pessoa amada e o coloca debaixo do pires por três dias e Zas! Aquela pessoa já está em seus braços para sempre?
Simpatia pode ser muito mais que isso, pode ser aquele olhar apaixonado, que foi simpatizado pelo outro. Pode ser a palavra que tocou a alma de certa maneira que fez nascer o amor. Podem ser todas as coisas, que foram simpatizadas pelo amante e o amado.
Você se torna uma pessoa simpática, a partir do momento que você é querido e amado por outras pessoas... E a pessoa que você tanto ama, pode ser conquistada pelo carisma que existe em você na forma de simpatia. Acreditar que realmente algo vai acontecer por meras manipulações de objetos inanimados, pode até dá certo, porém, o verdadeiro amor se consegue naturalmente. As coisas não vão mudar de lugar só pelo desejo, mas sim, pela ação... No caso do amor, essa ação é a demonstração do seu sentimento à pessoa amada, daí é esperar a reação do outro, e ver o quanto esse sentimento vai agir sobre a pessoa. É bem parecido com o que descreve Newton em suas Leis. Lembra da questão do vento tocar? Ali é um bom exemplo de ação da natureza... E se no amor é igual, então faça a sua manifestação de amor a quem você tanto ama!
Na verdade mesmo, para se ter o amor desejado, pode-se acreditar em tudo!
Tem gente que é viciada em simpatia e faz de tudo para conquistar a pessoa amada. Pessoas desse tipo sabem um monte de simpatias, por outro lado, não tem nenhuma simpatia para conseguir o seu propósito. Daí coloca a culpa em cima dos objetos e dos trabalhos feitos, tirando assim, a verdadeira culpa da falta de simpatia (competência) dos seus ombros, e depois, tome a fazer mais simpatias novamente...
Fazer simpatias é muito fácil, difícil mesmo é ter simpatia para conquistar verdadeiramente um amor!

GILSON ALVES

TÁ NA BOCA DO POVO

É surpreendente como em todos os lugares o chamado “Olho Biônico” surge para registrar os fatos, sempre com o faro preciso para não deixar nada as escuras. Deve ser esse vigilante quem inspirou o criador da expressão “Não existe crime perfeito”. E deve ser por causa dele, que muitos são mortos, presos e até mesmo salvos. Esse olho biônico vigilante existe em cada rua da cidade, sempre a bisbilhotar, delatar, o que não poderia ser visto ou dito. Você deve ter pensado em um monte de gente assim...! Inclusive naquela sua vizinha gorda que fica sentada na porta de casa pronta para meter o bedelho na vida dos outros. Pensou bem! São pessoas dessa mesma estirpe que conta segredo de alguém que um outro lhe contou, e por aí vai... O que eu acho engraçado, e fico me perguntando, é aonde gente fofoqueira arruma tanto tempo assim para fazer uma devassa na vida dos outros? Deve ser porque não toma conta da sua! O pior disso tudo, é que o “mexeriqueiro” sabe mais de sua vida do que você. Ele observa cada detalhe, suas coisas, seus trejeitos, sua maneira, enfim... Você e suas peculiaridades.
Acredito que nem o mais astuto dos repórteres seria capaz de alcançar a excelência de um verdadeiro fofoqueiro e sua arte. É horrível quando o grande fofoqueiro é o seu melhor amigo... vixeeeeeeee... Nem me fale! Pois você conta um fato que lhe aconteceu, e pede segredo, ele entende, fale para o Pedro! Aí já viu, todo mundo fica sabendo e cochichando uns para os outros.
Temos que tomar cuidado com os que gostam da vida alheia. Uma vez, inventei de contar a respeito de um projeto que iria fazer, em todos os seus detalhes, Tim-Tim por Tim-Tim, para uma pessoa que achava que era amiga, ai de mim! Ela abriu o bocão, e quase eu acabei numa prisão!
Que possamos ter o controle devido da língua, para que nosso nome não seja arrastado por entre boatos e fofocas. Porque o estrago de uma fofoca deixa marcas irreparáveis: causa separação, briga e ódio, indignação e dor.
Quando descobrimos o fofoqueiro e queremos tomar satisfação, a fofoca fica pior, ele como é “macaco velho,” tem seus trunfos nas mangas, e para se safar coloca mais um no caminho da balbúrdia e discórdia.
Muitos acreditam que se tolerarmos os boatos maldosos, poderemos deixar de ser alvo das fofocas! Porque elas são como fumaça, logo se dissipa e fica tudo limpo outra vez.
Na verdade, nunca iremos nos livrar das fofocas e boatos de algumas pessoas, e para vivermos bem, sem nos preocupar com elas, devemos sempre agir fazendo as coisas que para nós sejam certas, para termos tranqüilidade na vida... Depois disso, falem o que falar!

GILSON ALVES

Estava sentado num banco da praça, ouvindo uma música de Zé Ramalho, que particularmente gosto muito. Quando também, comecei a analisar os casais, vários passavam de mãos dadas ou abraçados, trocando olhares carinhosos e se acariciando em meios a juras de amor... Assim, me aprofundei nos meus pensamentos a respeito do assunto mencionado. Todos esses enlaces românticos que demonstram mais uma beleza estética para sociedade que real para si mesmo, me fizeram colocar a “colher” na vida dos casais, a fim de saber, a insegurança de cada um no relacionamento.
Do homem, quando está namorando se acha um Dom Juan de palavras adocicadas, porém, não sai de sua cabeça a incerteza de tê-la conquistado realmente e que, possivelmente imagina que ela esteja lhe fazendo acreditar em seus sentimentos, que cá pra nós, que é muito fácil para uma mulher... Então, de certo surge no pensamento à possibilidade da traição, aí, logo ele entra em parafuso sem saber o que verdadeiramente acontece com sua cara metade, e nesse momento, o sentimento de outrora que era somente paixão, começa a se digladiar com o ciúme, causando o mal estar na relação. E para o orgulho masculino, na hora de uma decisão, não vêm primeiro os momentos bons passados com a amada, isso até fica esquecido na hora, o que vem mesmo, é a imaginação do que os seus amigos vão dizer se caso a traição for à verdade da história... Lá vai o chifrudo, o corneado, o galhado, e ainda ele imagina além, com todos os adjetivos acompanhados de comparações em sua situação, sendo citados pelos próprios amigos de futebol, de trabalho enfim... Que fazem parte de seu meio social, da seguinte forma: corno maxixe, corno de biqueira, corno bom bril e etc. Que maldade! E isso, se torna um trauma quando a situação é contornada momentaneamente, e eles se casam, tendo que continuar andando de mãos dadas pela praça, e de vez em quando retornarem ao mesmo problema.
Da mulher, começa bem dedicada ao amor, a felicidade dos dois, mas com o tempo e o desgaste da relação, e com as inúmeras vezes que o amado lhe troca pelas partidas de futebol, acompanhadas pela falta de atenção, se limita a ficar em casa de início, aí arranja logo uma amiga para compartilhar seu sentimento e sofrimento, porém ainda nada acontece, quando tem o cartão de créditos que faz desafogar ou minimizar a carência do companheiro, em compras em lojas de roupas, em salões de beleza... Depois, começa a receber olhares de outros homens, e galanteios que fazem subir sua alta estima preste atenção na palavra “alta”, parece até um paciente com permissão para sair do hospital, então imagine só o risco que o camarada corre... Meu Deus! Imaginemos que para suprir a falta de carinho e afeto que falta por parte de seu amado, ela resolva atender as solicitações de seu corpo com outro galã. E nesse caso a tal amiga, tem um poder incrível para lhe salvar ou condenar de vez... O que você espera que ela diga sendo ela mulher e entender a situação? É amigo, a coisa é feia e parece ter sete cabeças! Mas tenho um consolo, uma pessoa amiga, que não é de sua mulher, é minha, me confidenciou que às vezes isso acontece mesmo, porém a mulher se relaciona com o outro sem amá-lo para fortalecer o namoro ou quem sabe o casamento... E quando você voltar a dá importância para ela, ela deixa a promiscuidade e vive feliz ao seu lado. Bem, e por falar em viver feliz, tenho que ir pegar minha namorada para sairmos de mãos dadas pela praça!

GILSON ALVES

Gente Boa

Quem ver nosso país pela primeira vez, pensa logo que somos excelentes em organização e em respeito, principalmente quando os gringos vão a alguma repartição pública e casas bancárias. Olhando aquelas filas intermináveis, acreditam mesmo que o povo respeita a vez do outro, ou melhor, cede sua vez para as velhinhas e deficientes porque é um gesto nobre de solidariedade... Não meu amigo, aquilo é feito mesmo por obrigação! Porque se fosse por vontade própria de muitos, as velhinhas e os deficientes seriam os últimos da fila sempre. Mas os estrangeiros devem mesmo pensar assim, porque o brasileiro quando sabe que alguém é de outro país, faz pelo caro visitante com amor, o que faz com raiva pelo seu compatriota, e em muitos casos, nem faz...
O brasileiro tem um bom coração, é hospitaleiro e trabalhador, isso ninguém pode negar! Mas se o assunto é ajudar uma pessoa com necessidades ou um gringo, adivinha o que ele faz primeiro? Isso mesmo! O danado do gringo recebe toda atenção e ajuda do mundo... Enquanto que nós, pobres brasileiros “pracinhas,” servimos de chacotas lá fora... E por falar em “pracinhas”, na Segunda Guerra Mundial, um fato histórico da humanidade, qual foi o nosso papel? Heim? Lutar como coadjuvante e ajudar os Yankees a vencerem para depois nos dominarem. Isso é que é ser mui amigo!
Pelo contrário, quando estavam recrutando os brasileiros para uma guerra, perguntaram para um rapaz:
- Você está pronto para morrer pelo seu país?
- Daí o jovem respondeu com outras duas perguntas:
- Vão pagar quanto Senhor? Não tem jeito só de matar não?
É o que falta no brasileiro parece que é encontrar motivos para se orgulhar de sua pátria, e estes têm de sobra... Valorizar sempre os “enlatados”, está fazendo a nossa gente perder a própria identidade, e no final, eles nos empurram os sintéticos, e nós lhes damos os bens naturais. Pode um negócio desses?
Para os brasileiros realmente verem o “Espetáculo do Crescimento” de nosso país, basta não seguir somente aquela parte do nosso Hino, e não ficar “Deitado eternamente em berço esplêndido...” mesmo porque o brasileiro dessa forma, não pode se dar o luxo de ter um!
Digamos de passagem, para a nossa gente progredir está faltando “muito, pouco”... Muito senso de dignidade, amor próprio, alimento, teto, políticos sérios, trabalho, dinheiro, conhecimento... Pouco samba, gingado, jogo, prostituição, drogas, violência...
É engraçado, numa terra tão rica, onde não há vulcões em erupções, nem tsunames, nem tufões que gerariam grandes baixas, têm mesmo, é o caos na aviação, dengue e lutamos contra o apagão, e sabe o que disseram aos brasileiros? Relaxem e gozem! Heheheheheheheh!
Esse senso de humor dos brasileiros vai acabar me matando!

GILSON ALVES

A CARREIRA DA VIDA

Muitas vezes fui questionado a respeito de minha vida, sobre como eu a levava, minha felicidade e tristeza nela vivenciada... Daí, eu comecei a observar, que as pessoas sempre quando tocavam no assunto de como levavam suas vidas, se contrastavam com suas carreiras. Será que tudo que somos em vida é o que desempenhamos em profissões? E por essas profissões que exercemos definimos nossa vida?
Vejamos que quando estamos em excelentes trabalhos e bem remunerados, falamos que estamos de bem com a vida. Por outro lado, se você for uma pessoa querida pelos outros e amada, não tendo por algum motivo a carreira que almejou e não recebendo o salário de suas pretensões, logo, você esquece que é querida e amada, e diz que sua vida é infeliz ou de alguma forma incompleta... Se olharmos uma pessoa que conseguiu montar o seu próprio negócio aos “trancos e barrancos”, e se tornou um grande empresário, de cara, falamos que essa pessoa é feliz. Porém, analisamos sua vida feliz em primeiro lugar, pelos bens que ele tem, e pelo seu poder, nunca pelo lado emocional ou vocacional que contribuíram para seu sucesso, pois, para se conquistar a vitória, também é preciso de amor (dedicação) e dom para gerir negócios. Aí, esquecemos o passado que a pessoa teve, e só lembramos que o trabalho foi e é a felicidade de sua vida.
Quando conhecemos uma pessoa que só veste roupas de grif famosa, desfila em carros luxuosos e vive em ambientes de diversões exclusivos para a alta sociedade. Logo, afirmamos que essa pessoa tem uma vida feliz! Pois concluímos de imediato que deve ter uma boa carreira profissional. De fato, tudo isso pode ocorrer, mas será mesmo que a vida de tal pessoa é feliz?
Pelo que vemos mesmo, é que o senso capitalista sujeita as pessoas a essa dúvida, através da satisfação de seus desejos e necessidades, impossibilitando-as diferenciar sua própria vida a de sua carreira. E dessa forma, coloca na mente do indivíduo, que só vale a pena trabalhar para acumular, dormir para poupar, viver para gastar... E por ser um meio bem eficaz de prosperidade, o pensamento se confunde com o que é viver.
Então enquanto você fica aí se questionando, eu vou levando minha carreira de vida... Ou será vida de carreira? Iiiiiiiii...Sei lá!.

GILSON ALVES

O VALOR DO VALOR

É eu pensei que pudesse viver sem você, que eu poderia conseguir tudo que quis longe de você, que as coisas com que mais sonhei se fariam realidades em minha vida, só com minha alegria e entusiasmo, mas, todo esse pensamento foi em vão, pois meu entusiasmo partiu junto com você, acompanhado de minha alegria. Sei, já fizemos muitas coisas boas juntos e fizemos muitas erradas também. Amigo, você me dava a segurança necessária para conquistar as vitórias, e nunca imaginei que por minha estupidez e arrogância, iria perder sua amizade, pois quando eu pensava que você estava comigo, eu é quem estava com você. Lembro-me que toda vez que você chagava em minha casa, a sua presença me trazia alegria... Era como que se as coisas necessárias, naquele momento aparecessem, mas, por não saber lhe dar o valor que era devido, foi que você se afastou de mim. E o pior que você também levou os outros amigos, pois na verdade, eles são seus amigos, e não os meus. Agora estou sozinho, levando em minha mente, a velha lembrança de nós dois, posso te confessar? Eu tinha inveja de você, do seu jeito para resolver as coisas quase impossíveis, do seu jeito com as mulheres que lhe adoram, enfim, tudo que você fazia dava certo... Coisa que pra mim, só dava certo se eu estivesse com você!
Ontem mesmo ouvir seus amigos falando bem de você, inclusive com as mesmas intimidades que tínhamos antes, lhe chamando pelos seus apelidos... Faz-me rir, babilasca, bofunfa e outros. Isso me fez imaginar o quanto você era amigo, e por um momento fiquei nostálgico pensando na situação. Mas hoje, quero lhe falar uma coisa, é com você mesmo dinheiro, não pense você que eu vou passar minha vida chorando, implorando para você voltar a ser meu amigo, não pense também, que só porque você é o bom da vez, eu vou cometer loucuras para tê-lo de volta. Aliás, você retornará humildemente, pois uma coisa você me ensinou muito bem, que o deslumbramento em você, não trás felicidade, e que a consciência e o bom senso são a verdadeira riqueza contigo.

GILSON ALVES

JUVENTUDE PLENA


Quero me lançar no mundo de peito aberto
Quero me esquecer do que for concreto.
Quero voar como um passarinho
Quero ver o amor sorrindo
Quero viver a paixão e a loucura
Quero ter a coragem na aventura
Quero ser o frio e o calor
Quero sentir o gosto do teu sabor
Quero me deleitar na pureza
Quero me embrenhar na natureza
Quero lutar sem temor
Quero sofre sem sentir dor
Quero ser livre e contente
Quero receber o dia sorridente
Quero ser um náufrago em teu olhar
Quero ser alguém a me apaixonar
Quero saber da verdade e da mentira
Quero saber quem me atira
Quero a sabedoria do oráculo
Quero superar os obstáculos
Quero a luz que irradia
Quero fugir da covardia
Quero ver a estrela brilhar
Quero a chance de sonhar
Quero o futuro no presente
Quero a esperança a toda gente
Quero o poder da oração
Quero extravasar a emoção
Quero me levantar ao cair
Quero não chorar ao me ferir
Quero a sombra de uma montanha
Quero ser a água que me banha
Quero gritar de prazer
Quero correr para te ver
Quero as noites para descansar
Quero alguém pra me amar
Quero sentir o fogo da paixão
Quero não quebrar meu coração
Enfim, quero tantas coisas na vida... Quero inclusive a juventude plena!
Só que para isso, o tempo me condena. Que pena! Que pena!

GILSON ALVES

CRÔNICA - QUEM PODE LIGA. QUEM NÃO PODE SE EXPLICA.

É engraçado como as pessoas ficam hipnotizadas com alguns sucessos midiológicos da Telefonia que aparecem para revolucionar o mundo, e trazer a solução para seus problemas. Aparece sempre como se fossem uma mulher, charmosa, delicada, de prosa envolvente enfim, pronta pra dá o bote na gente.
Um dia, um desses sucessos apareceu na minha vida e de cara me entreguei por está necessitado... Deu-me um “Oi” que me deixou “ligadão” nas suas propostas. Depois de algum tempo de relacionamento, tudo mudou, inclusive o seu atendimento, que antes me fascinava demonstrando muito amor, e que depois, não se importava tanto com minha causa. Pois bem, vi que era a hora de terminar, e foi o que aconteceu!
Noutro certo dia, fui conquistado por uma que dizia ter milhões atrás dela. De cara eu deveria ter ficado “Vivo,” e ter fugido... Mas não adiantaria, pois “Vivo” era ela, que me convenceu e deixou-me atordoado de paixão, me fazendo comprar carradas de cartões para provar meu amor. E entre um cartão e outro, fui percebendo que não estava sendo correspondido e larguei de viver aquela ilusão.
Como a necessidade era maior, resolvi assumir um romance “Sem Fronteiras”, e para isso, encontrei uma inteiramente disposta a me satisfazer. Essa gostava muito de baladas, e de promover agitações, logo de início, resolvemos brindar o nosso relacionamento, e com o toque do “Tim-Tim” consagramos nosso compromisso. Porém, como todos os inícios são rosas, no final acabei nos espinhos. Nesse, me envolvi loucamente, então vi que era tempo de terminar, foi um final tumultuado, bem chorado. E como sempre ficam algumas cobranças nessas questões, ainda hoje recebo suas cartas com o parcelamento das culpas atribuídas a mim. Bem, para não ficar deprimido, é “Claro” que tomei uma providência, me mudei para “Amazônia”.

GILSON ALVES


Contato Politica de Privacidade Datas Comemorativas Facebook Twitter Google+