Poema de amizade guilherme de almeida

> Poema de amizade guilherme de almeida



Encontrados 517 pensamentos de poema de amizade guilherme de almeida

"A Amizade"

Não há palavras que defina uma boa amizade.
Por isso tento conserva-las .
Não julgo as pessoas pelo quem elas tem, e sim pelo que elas venham representar em minha vida.
Eu como todo ser, tenho defeitos .
Não há ninguém perfeito no mundo. Por isso tento compreender as pessoas e o seu jeito de ser para melhor entender o que realmente representa uma boa amizade na nossa vida cotidiana.

Caroline Almeida Lima

"Muitas vezes os nossos relacionamentos de amizade são uns fracassos porque somos imaturos. Amigos não são o que imaginamos, mas o que eles são e com todos os defeitos. Amizade é processo de maturidade que nos leva ao verdadeiro encontro com as pessoas que estão ao nosso lado. Elas têm todos os defeitos, mas fazem parte da nossa vida e não a trocamos por nada deste mundo. Isso porque temos alma de cristão e aquele que tem alma de cristão não tem medo dos defeitos dos outros, porque sabe que aqueles defeitos não serão espelhos para nós, mas seremos um instrumento de Deus para ele superar esse defeito."
Pe. Fábio de Melo

Fabio de Melo

A amizade é eternizada por nós mesmos, portanto para ser eterna só depende do querer que há dentro de cada um, pois não importa a distância, já que é impossível viver independente desses obstáculos que o destino coloca na vida de todos, assim nos separando. Uma boa amizade deve ser guardada no peito, lembrada com muito carinho, pois amigos são pessoas raras, pessoas que muitas das vezes contribuem para a nossa felicidade, para o nosso crescimento, para a nossa vida, até mesmo sem percebermos. E o que vale a pena é saber que são amigos muito importantes, mesmo estando ou não perto de nós com freqüência.

Autor Desconhecido

AMIZADE
Surge bem de mansinho
quando duas pessoas se conhecem
se for fraca ninguém lembra
se duradoura ninguém esquece

pois o verdadeiro amigo nos ajuda a viver
apaga o nosso medo
nos da força e confiança
e com cuidado guarda segredos

na tristeza nos consola
nas horas de frio nos da calor
nos acompanha na boa e na má hora
e na vida nos da amor

com carinho sempre nos ampara
com alguma coisa boa nos faz surpreza
sempre nos livra de enrrascadas
e está conosco na alegria e na tristeza

por isso nunca devemos magoá-lo
se fizermos isso devemos sim, pedir perdão
pois uma linda amizade não se joga fora
se guarda no fundo do coração.

Luciano Almeida Inacio

Depoimento Amizade...
EU SEI Q ERREI ALGUNS MOMENTOS MAIS ESTOU ARREPENDIDO.
O AMIGO Q TIVE NOS ERAMOS COMO IRMÃOS MAIS SÓ POR ERROS E MENTIRAS ,ESSA AMIZADE FOI SE PERDENDO FIKANDO SEM RUMO
AI CHEGOU UM DIA Q ELE CHEGOU EM MIM E DISE:
-NAUM QUERO MAIS CONVERSA COM VOCÊ ...
HORA Q ELE FALO ISSO ME SENTI REGEITADO .MAIS EMFIM UMA AMIZADE NUNCA MORRE SÓ A VIRGULAS NUNCA UM PONTO FINAL...

Guilherme Oliveira

Pode ser que um dia deixemos de nos falar...
Mas, enquanto houver amizade,
Faremos as pazes de novo.

Albert Einstein

Tristeza
Tradução de Guilherme de Almeida.

Eu perdi minha vida e o alento,
E os amigos, e a intrepidez,
E até mesmo aquela altivez
Que me fez crer no meu talento.

Vi na Verdade, certa vez,
A amiga do meu pensamento;
Mas, ao senti-la, num momento
O seu encanto se desfez.

Entretanto, ela é eterna, e aqueles
Que a desprezaram - pobres deles! -
Ignoraram tudo de talvez.

Por ela Deus se manifesta.
O único bem que ainda me resta
É ter chorado uma ou outra vez.

Alfred du Musset

"Nem o tamanho do mundo,
Nem o brilho do luar,
Nem a beleza das flores,
Nem a imensidão do mar,
Poderão mostrar a você, o quanto é bom poder te amar"

Camila Almeida Solar

...POESIA...

_Poente...e...Nascente...
_Ontem...e...Hoje...
_Escreveremos
_Sempre no
_Íntimo papel de nossas vidas...
_A registrar o Sentimento vivo que um dia
_Será revivido, lido ...sentido...será?!

José Guilherme

A saudade invade nossas vidas deixando um rastro de dor que nos deixa derrotados, mas como o amanhecer, vem você e enche meu ser de felicidade e amor...
A saudade é assim, um sentimento repentino que agradeço a Deus por senti-lo e torna-lo rápido pois não agüentaria ficar muito tempo longe de você.
Guilherme Augusto

Guilherme Augusto

A sensação de vazio é uma constante no coração dos apaixonados quando estão lonje do ser amado.
O pensamento voa e encontra-se a todo momento perto deste doce encanto, mas só o pensar não nos completa, queremos algo mais, queremos estar junto, completos sendo apenas um.
Mas logo o tempo passa, ele não tem piedade dos apaixonados.

Tania Almeida

Adeus

Solto palavras ao vento
Meu coração é frágil
e minha tristeza me dói
você se foi para longe
tão distante e te sinto aqui
perto de mim
porque sofro por tua ausência
e a melancolia é velha parceira
nas noites frias e todos os dias de sol
não fosse teu calor, talvez seria feliz
talvez um outro amor,
talvez a primavera...
é essa incerteza que me mata
talvez você fosse uma mera coincidência
uma estrela que brilhou e se findou...
talvez eu nem te amasse tanto
se no meio de tudo
não houvesse a palavra adeus...

wander Almeida

Wander Almeida

Amor Em Quatro Estações

Ah! Se eu pudesse um dia
Estar contigo em uma noite fria
Te acalentaria nas cobertas
Te convenceria com certezas incertas
Te roubaria sorrisos eternos
Seria o mais inesquecível dos teus invernos!

O verão seria "caliente"
O calor esquentaria a gente
Faria de nós uma grande estrela
Um ser único em luz e beleza
Um sol universal de amor
Faria do mundo riqueza e cor!

Na alvorada do outono
Espantaria o teu sono
Beijaria teus lábios - Que doce!
Ah! Se uma fruta eu fosse
Desejaria ser uma uva madura
Para encher a tua vida de ternura!

Na primavera, ao entardecer
Quero apenas felicidade em nosso viver
Quero te envolver em açucenas
Na temperatura mais amena
Da tua bela alma cuidar
Te amar, te amar, te amar...

Anaísa Fallaci de Almeida

AS COISAS

As coisas são como são
As coisas dão certo ou não.

As coisas dão forma a ação.
As coisas deformam a emoção

É certo que de certa forma
Com o tempo tudo toma forma

E que aproveitando bem o tempo
Teremos tempo até mesmo para perder tempo

E no tempo certo apesar de teu esforço tudo dará certo,
Pois as coisas são como são e
Não adianta sair de perto...

As coisas dão certo ou não...
As coisas dão forma a ação...

As coisas deformam a emoção e depois de
Bem deformada faz bem a nossa formação

As coisas são como são
As coisas dão certo ou não..

José Guilherme S. Filho

As vezes precisamos de um toque, nem sempre sabemos o que realmente é certo.
A vida é boa quando se sabe viver, porém castiga de forma irreversível!
Viver é uma arte, saber viver é um Dom, infelizmente nem todos temos esse Dom, e só o consquistamos quando ganhamos um verdadeiro amigo ou um verdadeiro amor.

Guilherme Vargas Borges

CAMÕES

Amor é susto que se torna um hábito
É relâmpago que se cristaliza
É não saber andar onde se pisa
É morrer de nascer, e nascer de um óbito.

É buscar o infinito andando em círculo
É velejar sem rumos e sem brisa
É crer que cada instante se eterniza
É ter a majestade do ridículo

É ter a sabedoria na inocência
É cândida nudez sem dor nem mácula
É sofrer a indecência da decência
Ser anjo Frankenstein, arcanjo Drácula

Amor é aprendizado sem lições
Que o digas tu, não eu meu bom
Camões.

Guilherme Figueiredo.

Desavenças
Se você me encontrar na rua não precisa mudar de calçada.
Pense logo que somos estranhos, e esqueça de tudo que houve entre nós dois.
Não precisa abaixar a cabeça pra não ter que ver meus olhos nos teus.
Passaei por você
Sem rancor
Sem lembranças do nosso Adeus.
Nós temos sonhos mais tão diferentes...
Que o remédio é deixar que esse amor se faça contente.Sem que seja preciso chorar...
Não deve haver culpas nem mágos o destino assim escreveu...
Por isso tentarei esquecer que teus braços vivi em amor lindo que infelizmente morreu...

Caroline Almeida Lima

Distante assim meu riso é pranto
É lágrima de saudade
De tristeza metade
E metade de encanto
Um tanto felicidade
E amor outro tanto!

Distante assim sou casa vazia
Sou do beijo lembrança
Sem par em dança
Resquício de alegria
Amor que não se cansa
Distância tripudia!

Tão perto assim sou mãos dadas
Um dormir nos braços
Acordar no abraço
De bocas coladas
É um não cansaço
De fazermos nada!

Tão perto assim sou você
Um caso perfeito
Seu corpo, seu beijo, seu jeito
E um medo de perder
Sou amor que bate no peito
Eternidade a me envolver...

Rafael Almeida

Destino

Quem disse à estrela o caminho
Que ela há-de seguir no céu?
A fabricar o seu ninho
Como é que a ave aprendeu?
Quem diz à planta -"Floresce!"-
E ao mudo verme que tece
Sua mortalha de seda
Os fios quem lhos enreda?

Ensinou alguém à abelha
Que no prado anda a zumbir
Se à flor branca ou à vermelha
O seu mel há-de ir pedir?

Que eras tu meu ser, querida,
Teus olhos a minha vida,
Teu amor todo o meu bem...
Ai! não mo disse ninguém.
Como a abelha corre ao prado,
Como no céu gira a estrela,
Como a todo o ente o seu fado
Por instinto se revela,
Eu no teu seio divino
Vim cumprir o meu destino...
Vim, que em ti só sei viver,
Só por ti posso morrer.

Almeida Garrett

Do coração a alegria de viver
a dor dos erros cometidos repentinamente
o medo de ter medo do mundo
o amor, sem entender se tm razão ou futuro, assim tendo a tristeza do amor imcpriendido
que acaba com uma raiva de si mesmo sem saber se ama ou odeia

é como planta que não é cortada pela raiz e cresce novamente
é como roseira que sempre floresce novamente
semelhante a fonte que seca no verão mas sempre volta a dar água
mas desistir dela é tolice
e quem não ama perde metade do seu coração
a ganacia de sempre querer mas amor amizade e afeto
e quem não sente isso por alguém não terá a tristeza
mas também não terá ninguém para ama-la ou para compartilhar a vida

porque o amor é a matriz de todos os sentimentos
vale a pena sofrer,na tristeza me suntento na alegria porque não é possível sobreviver no mundo sem amor.

Matheus de Almeida Galharte

eles chamam me de nomes
eu tento nao lhes ligar
mas o problema
é que eles estão me sempre a melgar...
quero me ir embora
p´ra não mais voltar
p´ra não mais olhar
para a cara deles
que chega a meter nojo
até não mais acabar!

mariana poças almeida

Doeu acordar e saber que você não estava mais ao meu lado...
Abrir os olhos e não te perceber;
Amanhecer sem o seu "bom dia";
Sem a tua boca na minha;
Não, não era inverno.
Era a primeira vez sem você;
O primeiro amanhecer sem teu beijo.
E o frio me cortava a pele,
Me agredia a alma,
Me tomava para si, como se permitido fosse.
Teu abraço que me esquantava o ventre,
Eu não o tinha mais...
Fui te perdendo, você me deixando,
E não tive voz, calei-me,
Não soube pedir: Fique mais um pouco.
Nem o sol quis ver-me,
Cobriu-se em uma pesada e negra nuvem,
Recusou-se ver os meus olhos
A te pedir: Não se vá...
Era tarde, você não me ouvia mais.

edineide almeida

Ela sabe, ela tem que saber que é ela que me faz feliz,me deixa daquele jeito bobo. Se ela não sabe por que é que ela insiste em fazer aquela carinha, aquele sorrisinho que me alucina, aquele jeitinho de falar ao meu ouvido que me tira do ar, aquele jeito de abraçar que parece mais o de uma mãe do que o de uma garotinha de 15 anos? Porque ela insiste em fazer com que eu sonhe alto ao vê-la, porque é que ela tem o melhor cheiro do mundo, ou então, porque é que ela faz-me sentir imortal quando fico perto dela, achando a vida linda e coisa e tal.
Ela sabe? Acho que sim não é possível ela ser tão perfeita assim, saber sempre o que fazer, o que falar, como amar e me beijar.
Ela sabe sim, sabendo ou não. Não importa, o que realmente importa é que é ela que me faz olhar todo dia no espelho e repetir mais de mil vezes seu nome seguido de uma frase: ‘eu aceito’.

Guilherme Teixeira Franco

Folha seca

Quem vai quardar o amor que chorou
transfigurou e deixou cicatriz?
Quem vai dizer das tardes de confidencias
e afagos multiplos
em uma transcedente aurora?
Quem vai dizer dos sonhos
que se perderam dito no vento?
Não chore querida doi o teu sangue
que aflora em mim
Porque sou agora o que nunca fui
_ Folha seca...

Wander Almeida

Este inferno de amar

Este inferno de amar – como eu amo!
Quem mo pôs aqui n’alma… quem foi?
Esta chama que alenta e consome,
Que é vida – e que a vida destrói.
Como é que se veio atear,
Quando – ai se há-de ela apagar?

Eu não sei, não me lembra: o passado,
A outra vida que dantes vivi
Era um sonho talvez… foi um sonho.
Em que a paz tão serena a dormi!
Oh! Que doce era aquele olhar…
Quem me veio, ai de mim! Despertar?

Só me lembra que um dia formoso
Eu passei… Dava o Sol tanta luz!
E os meus olhos que vagos giravam,
Em seus olhos ardentes os pus.
Que fez ela? Eu que fiz? Não o sei;
Mas nessa hora a viver comecei…
Por instinto se revela,
Eu no teu seio divino
Vim cumprir o meu destino...
Vim, que em ti só sei viver,
Só por ti posso morrer.

Almeida Garrett


Contato Politica de Privacidade Datas Comemorativas Facebook Twitter Google+