Nelson Barh - Frases





1 - 25 de 61 pensamentoss de Nelson Barh

Não importa quão alto tenhamos atingido, sempre seremos surpreendidos pelo amanhã.

Nelson Barh

Faça com que a sua existência aqui na Terra seja uma das páginas mais lindas da história, seja útil.

Nelson Barh

As pessoas usam uma máscara interposta e são bem piores que
aparentam ser.

Nelson Barh

O objetivo da religião é fazer o povo aceitar passivamente os infortúnios da vida e acreditar que Deus possa resolvê-los.

Nelson Barh

A sedutora beleza da vida consiste em conviver entre o bem e o mal e fazer as escolhas certas.

Nelson Barh

Nunca se curve diante de títulos, possessões e profissões. Valorize nas pessoas o que elas têm de melhor: os bons sentimentos, as boas ações.

Nelson Barh

Nem é sábio quem de tudo duvida, nem é idiota quem de tudo tem certeza. Ambos são ignorantes.

Nelson Barh

Quem fala mal dos outros não tem o que fazer, mas muito que aprender.

Nelson Barh

As pessoas usam uma máscara interposta e são bem piores do que aparentam.

Nelson Barh

Se queres saber o que é a vida e a morte, acendas uma vela e saberás.

Nelson Barh

Se quiser saber o que é a vida e a morte, acendei uma vela e saberás.

Nelson Barh

Se quiserdes saber o que é a vida e a morte, acendei uma vela e sabereis.

Nelson Barh

Uns antes, outros depois; entre um vão e outro vão, muitos são aqueles que se vão.

Nelson Barh

Tudo que nascer, um dia terá que perecer. Nós fazemos parte desse imenso tudo. Choramos na chegada e silenciamos na partida.

Nelson Barh

Uns vão antes, outros, depois; entre um vão e outro vão, muitos são aqueles que se vão.

Nelson Barh

O preconceito que de fato existe abertamente é o preconceito socioeconômico,embora ninguém faça passeata e todos finjam não ver.

nelson barh

Quem sou eu..
Sou eu que te faço viajar pelo tempo; voar através das nuvens, sem sair do lugar; atravessar por sobre pontes, cidades, riachos, montanhas, florestas e mares profundos.
Sou eu que provoco o teu triste choro, teus ódios e risos, teus sombrios medos, as tuas revoltas, angústias e, num passe de pura magia, o teu infinito amor, tua esperança no amanhã, teu sentido de justiça e tua eterna devoção de fiel amigo (a).
Mostro a ti um lindo jardim florido, e a mais tenebrosa e assustadora escuridão. Dissipo os teus receios. E, novamente, oferto a ti o inferno avassalador, para logo, em seguida, transportá-lo ao tão sonhado paraíso.
Faço você sofrer, acreditar, clamar por justiça, torcer, se alegrar, se identificar, se desesperar, odiar...e voltar a amar.
Promovo a discórdia, a cobiça, a inveja, a traição, o erro e o doentio ciúme. Afugento a solidão, a depressão; desperto a ternura, a curiosidade e a profunda bondade no teu ansioso coração.Tramo, ardilosamente, sem cessar.
Sou espelho vivo de toda sociedade, sou cruel, sou justo e injusto. Sou teu guia, teu sonho dourado; teu pior pesadelo. Sou paixão, diversão, consolo e, às vezes, ingratidão.
Crio, engano, mato e faço renascer. Sou criticado, amado e odiado. Sou, num curto espaço de tempo, o Bem e o Mal, num único ser. Sou visceral, profano e sagrado. Ora, sou bom, ora, sou mau. Ora, aparento nada saber.
Faço o tempo regredir e, numa fração de segundos, consigo avançar longos anos. Faço o velho tornar-se jovem e o jovem mergulhar na decrépita e macilenta velhice.
Dou asas à tua imaginação; tenho um relativo poder, e com ele, posso tudo fazer. Eu sou dezenas e muitos mais, eu sou. Sou juiz: acuso, delato, julgo, condeno e absolvo. Sou médico: amparo, curo e desengano. Sou sacerdote: rezo, uno, abençôo e amaldiçôo.
Sou assaz engenhoso, reinvento vilões e heróis, os temíveis bandidos e os destemidos mocinhos. Sou arquiteto e historiador, projeto cidades-fantasmas e fatos inverossímeis, que parecem ser tão reais... Narro mesquinharias e magnificências.
Às vezes, sou incoerente, feroz, despudorado, maledicente. Outras vezes, amável, prudente, lento, consequente, clemente.
Dir-te-ei, ainda, que utilizo nas minhas orações, como elementos, a vingança, a fragilidade, a insensatez, o indecente egoísmo; mas também o mais puro amor, o arrependimento sincero, a inocência primaveril e o sempre bendito e justo perdão.
Uso a minha criação e apelo sempre para tua fértil imaginação. E assim, confundo a tua realidade, espanto o teu quotidiano, recriando muitos sonhos e vãs fantasias.
Você, por certo, já sabe quem sou...Não, não, meus amigos!
Eu não sou Deus, nem tampouco o Diabo. Embora, às vezes, até eu mesmo acredite que seja ambos...mas enfim..na verdade, nada sou!.
Sou apenas um mísero escritor.
Texto: Nelson Barh

Nelson Barh

As pessoas falam, falam...Mas, no fundo, adoram as pessoas falsas.

Nelson Barh

As pessoas adoram receber elogios, mesmo sabendo que são falsos.

Nelson Barh

Muitas vezes somos amigos dos nossos inimigos e inimigos dos nossos verdadeiros amigos.

Nelson Barh

Desencanto
Aqui estou eu de volta. Depois de andar por estranhos caminhos, de mergulhar no submundo, de perder a esperança na vida,depois de quase morrer...estou de volta.
Sabe, andei perambulando por entre sombras em busca da paz perdida.e, na luta entre o bem e o mal, agora já sei quem é o grande vencedor.
Ah,tentei compreender os desígnios divinos, se é que eles realmente existem.Tentei saber o porquê de tantas feras mesquinhas, verdadeiras víboras humanas, serem abençoadas e tão bem protegidas neste mundo.
Enquanto pessoas boas estão totalmente desamparadas e são cruelmente atingidas por uma força avassaladora que tudo rompe, tudo flagela e tudo destrói sem nenhuma piedade.
Como entender os propósitos de Deus? Tanta gente ruim estando numa boa e tanta gente boa padecendo tantos males.

Creio que a aliança divina foi rompida ou perdeu a validade, que estamos totalmente sozinhos neste vasto Universo. Nossos bons guardiões partiram para nunca mais voltar.
Será que as nossas lutas e orações foram em vão?
Será que os nossos melhores valores caíram por terra?
Que estranho porvir terá as gerações vindouras?
A violência está por toda parte, nas casas, nas ruas, nos hospitais, nos púlpitos, nas escolas.
Estamos à mercê de frios marginais, de policiais inescrupulosos, de governantes corruptos, de pais irresponsáveis, de fanáticos religiosos, de traficantes insaciáveis.
Nossas instituições estão falidas, nossas crenças são um amontoado de puras fantasias, criadas num tempo remoto.
A maldade criou asas, atravessou horizontes e paira soberana sobre todos, ofuscando a Luz divina.
Há entre os bons um gosto de medo, de desalento de total desencanto no amanhã.
O que fazer diante do caos que se abateu sobre nós? Uma nova aliança? Talvez.
Não podemos ceder diante do mal, das influências perniciosas que inundam a nossa existência.
Temos que aprender a viver, que valorizar a vida, mais do que nunca temos de buscar reaprender o verdadeiro significado do amor.
E simplesmente voltar a amar os nossos semelhantes.
Vamos continuar acreditando num novo tempo e num mundo melhor.
Texto: Nelson Barh

Nelson Barh

Às vezes, as pessoas com quem mais nos preocupamos são as que menos se preocupam conosco.

Nelson Barh

As únicas mulheres que conseguem ficar caladas são as mudas, embora não parem de gesticular.

Nelson Barh

Algumas pessoas crescem após os grandes infortúnios, outras se apequenam ao conquistarem o efêmero sucesso.

Nelson Barh

Algumas pessoas nunca deveriam partir, outras, ninguém sabe porque ainda continuam por aqui.

Nelson Barh


Contato Politica de Privacidade Datas Comemorativas Facebook Twitter Google+ Frases de amor