Frases de Maisquetudo

> Autores > Maisquetudo



Encontradoss 14 pensamentoss de Maisquetudo

Entre o mar e os céus

Lá longe! Entre o mar e os céus!
Na crista das ondas, um barco navega.
Da praia, aceno-lhe um adeus,
Sobre a branca areia, onde o mar se entrega.

Tão longe! No vasto horizonte,
Ainda se avista ao entardecer,
Por trás, a cor deslumbrante
Do vermelho e ouro, do sol a morrer.

Erecta, me atrai o fascínio
Da cena mais bela que hei imaginado!
E o sol, já no seu declínio,
Aureola o barco, qual fantasma alado.

A lua, em quarto crescente
Se eleva no céu, num traço oblíquo;
Emana tão fosforescente
Cor, azul celeste, que entro em delíquio.

Eflúvios da madre natura,
Envolvem meu ser, em mansas marés.
No sonho, um amor de lonjura,
Na renda de espuma, vem beijar-me os pés.

Maisquetudo

GOSTO Gosto de te enlouquecer
em locais proibidos...
Gosto de te provocar
com as palavras
e com o corpo...
Provoco-te com o olhar
que transparece desejos..
Com a língua sedutora
que se passeia nos teus lábios
Com o corpo que se insinua
em movimentos disfarçados...
Gosto de me despir para ti
Gosto de te mostrar o meu corpo,
de te mostrar o meu desejo!
Dou-te o meu corpo nu,
Dou-te cada pedaço do meu ser
sei o teu prazer...
Sinto o teu orgasmo...

Maisquetudo

Amizade

quero mais do que a lembrança, nunca o esquecimento,
quero ser na tua vida muito mais do que um acontecimento,
quero ser um presente gostoso e um dia um passado saudoso,
quero que de mim te lembres com alegria, e um pouco de nostalgia,
não importa se estamos longe, o que importa é a intensidade
que fortalece e move a nossa amizade.
Amizade essa que nasceu de repente
e veio conquistar um espaço na nossa vida.
Hoje, vale mais do que luz na escuridão,
fica tudo guardado dentro do coração.
É um desvelar de emoções,
é um abrir de corações.
É uma amizade enriquecedora, restauradora...
Que restaura com cuidado a alma do amigo despedaçado
é o riso, na tristeza, é ajuda no momento certo.
É quem partilha o peso da dor,
é quem aprecia junto o mesmo sabor.
São os amigos que se entendem apenas num olhar
ou então em qualquer forma de se expressar.
São aqueles que sabem a hora de calar
e falam quando têm que falar
Todas as coisas nesta vida podem acabar,
mas uma coisa com certeza vai ficar
A amizade que iremos cativar.

Maisquetudo

Preciso de alguém

Que me ame, e não prenda,

Preciso de alguém

Que me compreenda.

Preciso de alguém

Com um ombro amigo

Para estar comigo,

Preciso de alguém.



Como a ave implume

Saida do ninho,

Odeio o ciume,

Adoro o carinho.

O meu coração

Tanta vez me diz

Que na solidão

Ninguém é feliz.



P´ra ir mais além

Preciso de ajuda.

Quero que esse alguém

Não me desiluda.

Só peço um sorriso

Livre de embaraços

E quando preciso,

Me aperte nos braços.



Meu ser não aceita

Vetustos sermões,

Nem a vida feita

De mil convenções:

Nem a hipócrisia

De peias e vazas

A cortar as asas

Da minha alegria

Maisquetudo

Colibri ou Beija-Flor


O sol brilhou naquele dia despertando a fauna e a flora

A rosa de um qualquer jardim se abriu exibindo a côr.

As outras, em botão, quietas ficavam jardim fora

Invejosas daquela que atraía o Beija-Flor.



Vinha voando o Colibri e mirou a côr

Da rosa aberta como dádiva da vida

Junto ao perfume que expândia em seu redor

Numa oferta amorosa, na ânsia de ser colhida.



Abrandou o Colibri e pairou, ao vê-la assim

Escorregou pelos estames e debicou os pistilos

Beijou quais lábios rubros as pétalas de cetim.

Imaginando eu a língua em entumescidos mamilos.



Na permuta com o néctar coligaram-se em extreme fervor

No frémito da paixão que apenas um instante permanece

Levou e deixou em troca a essência do amor

Num extâse esfusiante qual coração que estremece.

Maisquetudo

Gostas de sentir o ar quente que te fala em sussurros bem junto do ouvido? Palavras ousadas que te fazem corar e arrepiar? Gostas de ouvir no meio dessas palavras o quanto és desejada? De fechar os olhos enquanto as ouves e imaginar tudo o que elas dizem?

Maisquetudo

Meu corpo treme...

um frio gostoso sobe pela espinha...
quero-te... agora...
neste minuto...
antes...e depois...
Quero tua mão buscando meu corpo...
teu cheiro...teu sabor...
teu corpo encostado ao meu...
quero tua boca se esfregando na minha
loucamente...sem pudor...
numa fúria sem limite...
Quero ouvir...meu corpo gemer por ti...
Quero ouvir-te sussurrar..meu nome...

Maisquetudo

Fala Coração


Meu coração fala comigo

Agora que estamos a sós.

Eu quero ouvir-te, e não consigo

Reconhecer a tua voz.



Liberta-te dos teus fantasmas

Que te encerraram nessa concha!

Fulmina-os com tuas armas,

Ama de novo, e desabrocha.



Quero que digas outra vez...

Eu sou feliz, porque acredito

Na humanidade, que Deus fez.

O teu silêncio é o meu grito.



Há inocência e há bondade,

E muito amor por descobrir.

Liberta-te, pois nunca é tarde

Para esperar novo porvir.



Deixa fluir meu amigo,

O grito surdo em minha voz.

Meu coração fala comigo!

E não mais estaremos sós

Maisquetudo

Pensei que sabia tudo sobre o amor,que já tinha vivido todas as situações que envolvem esse misterioso sentimento.No entanto esta convivência ao longe me ensinou que nada sei sobre o significado do verbo amar.O contacto fisico,o toque da pele,o afago,são menos que o verdadeiro amor pode fazer por quem amamos de verdade.A tua ausência me faz pensar,refletir...enfim,descobri que não sei viver sem ti.A falta que me fazes,é como se parte de mim não estivesse aqui.É como se eu estivesse incompleta,carente de mim mesma.Mas sei perfeitamente que isto é só falta de ti.

Maisquetudo

Vem... Arranca minha roupa. Cobiça meu corpo. Beija minha boca. Percorre todos os meus esconderijos. Até os mais secretos. Arranca-me a alma. Leva- me ao gozo. Faz me ir além,ao proibido. E ao desconhecido. Faz - me perder os limites VEM.....

Maisquetudo

ÁGUAS REVOLTAS


NAS ÁGUAS REVOLTAS DO MEU CORAÇÃO

ONDE A NOITE VEIO ESPALHAR SEU MANTO,

NÃO HÁ PAZ ALGUMA NEM HÁ ORAÇÃO

DOIRANDO A REVOLTA QUE SINTO E QUE CANTO



O SER ABJECTO QUE ASSIM ME FADOU

CRISÁLIDA AINDA, DE PARCO PECÚNIO,

AO LONGO DA VIDA NUNCA ME DEIXOU

MUDAR POR MOMENTOS O MEU INFORTÚNIO.



SÃO O MEU DESTINO OU SUPERSTIÇÃO,

AS ÁGUAS REVOLTAS DO MEU CORAÇÃO?

SEM TER VIDA MINHA, APENAS VEGETO

QUAL ERVA DANINHA INCÓMODO INSECTO.



MEUS SONHOS ELEITOS NÃO CONCRETIZADOS

DE PAZ E AMOR NO MEU SEIO ARDENTE,

NASCIAM PERFEITOS MAS LOGO ESMAGADOS

COMO QUE ENVOLVIDOS POR UMA SERPENTE.



QUIS-ME LIBERTAR DESTE MEU FADÁRIO

QUE ME NÃO DEIXOU, FEZ DE MIM COBARDE

QUE ME ENVOLVE O "SER" COMO UM SUDÁRIO,

SE UM DIA DEIXAR SERÁ MUITO TARDE.

Maisquetudo

TUDO ACABOU

Tu querias fazer amor
Uma linda história de ninar
Como eu queria que tu mudasses
Esse teu modo de pensar
Tu não sabes o que é amar
Tu nunca sentis-te amor
Eu não sei mais o que pensar
Naquilo que tu me disses-te
Pára e pensa,não existe perfeição
escuta-me,eu até tenho razão
Olha pra trás
Vê o que tu fizes-te
Já não vou mais
corrigir o que deixas-te de fazer
Agora anda bem depresa
E volta atrás
Não penses a assim
tuas ideias são os meus ideais
Caso contrário.......
Mas vai...vai e vive tua vida sem mim
Talvez seja melhor assim

Maisquetudo

Coração

Meu coração porque estás triste?

Será de solidão que padeces?

Ou talvez porque alguém não insiste,

Em dar-te aquilo que mereces!


Olha sempre p’rás belas estrelas,

Que o Céu tem p’ra te guiar.

Alegria sentirás ao vê-las,

E ao admirares a magia do luar!


Coração não te desoles,

Que um dia serás abençoado.

Virá a pessoa de boa índole,

Nunca mais serás atraiçoado.


Que sonho tão fabuloso,

O de sua alma gémea encontrar.

Coração não sejas guloso,

Pois podes-te enganar!


Engana-te lá à vontade,

Assim é que se descobre.

Não fiques na soledade,

Que nada tem de nobre.



Agarra-te bem e sem demora,

O tempo passa a correr.

Quem não é amado só chora,

Parecendo estar sempre a chover!


Passam as noites e os dias,

O sol, a chuva, o frio e o vento.

Faltam só as alegrias,

De amar alguém por fora e por dentro!



Todo o ser encontrará,

Um dia seu grande amor.

E a vida que Deus lhes dará,

Será imune à dor!


Essa dor devastadora,

Que arruína qualquer um!

Nunca será, nem fora

Amiga do homem comum!


Combatê-la é Vitória,

E a Vitória traz sucesso.

Em seguida vem a glória,

Com seu tremendo presto!


Tantos complexos, porquê?

Vida complicada pela timidez,

Será que tem olhos e não vê?

Que se vive uma só vez!


Ó coração magoado e entristecido,

Tua alma gémea encontrarás!

Não fiques assim, tão desiludido,

Pois, momentos de alegria viverás!


Olhos tristes, coração sufocado,

É o que sinto com tua ausência.

Até o olhar se torna amarelado,

Altera-se toda a minha aparência!


Há seres que nunca aprendem,

A não pensar com o coração.

Esses mesmos, são os que tendem,

A cair na armadilha da paixão!


Quem assim é, nunca muda,

Pois as tendências permanecem,

Mas a dor é de tal maneira aguda,

Até que as emoções esmorecem!


Sinto-me inconsolável por não te ver,

Tua presença ilumina minha alma:

Encandeia todo o meu ser

Provendo-me de serenidade e calma!

Maisquetudo

Quando eu morrer
Quando eu morrer!
Quer seja disto ou daquilo,
Lágrimas de crocodilo,
Não quero, muito obrigada.
Dá p´ra entender
Que as lágrimas prostitutas,
Caiem no chão já enxutas,
Já não me servem de nada.
Quando eu morrer!
É escusa a Homenagem
De quem não teve a coragem
De a fazer p'ra eu ouvir:
Vou esquecer,
Envolta no meu sudário,
As penas do meu calvário
Que deixo quando partir.

Quando eu morrer!
Na hora em que me fôr,
Também não quero as flores
Oferecidas nessa hora,
Que o meu viver
De mísera, amordaçada,
Deixa-me um sabor a nada,
As flores...Queria-as agora

Maisquetudo


Contato Politica de Privacidade Datas Comemorativas Facebook Twitter Google+