POESIAS DA CORA carolina

> POESIAS DA CORA carolina



Encontrados 172 pensamentos de POESIAS DA CORA carolina

"O como te amo! Como à luz do dia!"

Ó como te amo! Como à luz do dia!

Teu nome invoco, apaixonada e triste,

e quando a noite veio, e tu partiste,

minha alma em ânsias ainda te pedia!



Es para mim o tempo que me guia,

a idéia que ao meu pensamento assiste,

porque em ti se concentra quanto existe:

a esperança, a paixão, minha poesia.



Não há santo que iguale em pensamento

o teu amor, se sonhas e deliras

num doce instante de arrebatamento...



Tremo ao te ouvir. Se me olhas tu me inspiras!

E quisera exalar o último alento

abrasada ao calor do ar que respiras.

CAROLINA CORONADO ( Espanhola)

CAROLINA CORONADO

"Podem podar meu caule, minhas folhas, frutos e flores; Mas não podem arrancar minha raiz!"

CAROLINA SALCIDES

"Que pretendes, mulher?
Independência, igualdade de condições...
Empregos fora do lar?
És superior àqueles
que procuras imitar.
Tens o dom divino de ser mãe.
Em ti está presente a humanidade!"

Mãe - Cora Coralina

Cora Coralina

"Sou dona do mundo como podes ver... Dona das minhas vontades... E isso é tudo. Me arrisco num precipício de oportunidades... Não arriscar, para mim, é não viver".

CAROLINA SALCIDES

...Se eu tivesse que definir a palavra FELICIDADE, iria adicioná-la ao sinonimo de SER MAE. Você pode ter tudo na vida, voce pode ter vivido de tudo um pouco, você pode ser quem almejou ser, mas se você mulher não é mãe, ainda não experimentou do melhor dessa Terra. É aqui que eu alivio meu cansaço, que eu busco forças pra lutar. É aqui que eu rio, brinco e sonho. É a minha maior luta e a minha maior conquista. Eu tenho um Deus supremo, uma familia linda, um amor verdadeiro e maduro, um trabalho pra dignificar. Eu tenho amigos, bens e saúde. Mas de nada tudo isso valeria tão a pena se não existisse em minha vida esse pequenino Ser, que me faz ser a pessoa mais completa, realizada e feliz desse mundo. Matheus, você é a Felicidade maior do meu mundo....

Ana Carolina Estevam

A Amizade é como uma flor, que quando plantada com carinho, crescerá e virará uma linda flor.

Ana Carolina Donato

A poesia não está no papel
Está na vida
Vista e sentida
Por olhos sensíveis
E corpos que se permitem ir além.
Por almas que ousam
Interiores que gritam.
Ser poeta um dia é fácil
Difícil é sê-lo sempre.
Fácil é amar
Difícil é libertar a quem se ama
Libertar as palavras que inflamam.
Mas mais difícil não é libertar
Nem amar, criar, ousar.
Difícil é ser.
Um ser contido no mundo
E conter o mundo dentro de si.

Carolina Salcides

Acredito nos jovens à procura de caminhos novos abrindo espaços largos na vida. Creio na superação das incertezas deste fim de século.

Cora Coralina

Apaguei a luz do meu quarto

Pra ficar com você dentro de mim

Quando parei de olhar pro céu,

Vi em que estrada te perdi

E apaguei a luz do meu rastro

Pra não saber do caminho onde eu passo

Vivendo de coisas esquecidas e lembradas

Não pude ver meu futuro nos seus olhos escuros

Então fiquei com você pra sempre abraçada

Até acabar a madrugada e amanhecer em julho

ana carolina

Assim eu vejo a vida

A vida tem duas faces:
Positiva e negativa
O passado foi duro
mas deixou o seu legado
Saber viver é a grande sabedoria
Que eu possa dignificar
Minha condição de mulher,
Aceitar suas limitações
E me fazer pedra de segurança
dos valores que vão desmoronando.
Nasci em tempos rudes
Aceitei contradições
lutas e pedras
como lições de vida
e delas me sirvo
Aprendi a viver.

Cora Coralina

Atravesso o travesseiro, te reviro pelo avesso, Tua cabeça enlouqueço, faço ela rodar!

Ana Carolina

AQUI.

Aqui
Eu nunca disse que iria ser
A pessoa certa pra você
Mas sou eu quem te adora

Se fico um tempo sem te procurar
É pra saudade nos aproximar
E eu já não vejo a hora

Eu não consigo esconder
Certo ou errado, eu quero ter você
Ei, você sabe que eu não sei jogar
Não é meu dom representar

Não dá pra disfarçar
Eu tento aparentar frieza mas não dá
É como uma represa pronta pra jorrar
Querendo iluminar
A estrada, a casa, o quarto onde você está

Não dá pra ocultar
Algo preso quer sair do meu olhar
Atravessar montanhas e te alcançar
Tocar o seu olhar
Te fazer me enxergar e se enxergar em mim

Aqui
Agora que você parece não ligar
Que já não pensa e já não quer pensar
Dizendo que não sente nada

Estou lembrando menos de você
Falta pouco pra me convencer
Que sou a pessoa errada

Eu não consigo esconder
Certo ou errado, eu quero ter você
Ei, você sabe que eu não sei jogar
Não é meu dom representar

Não dá pra disfarçar
Eu tento aparentar frieza mas não dá
É como uma represa pronta pra jorrar
Querendo iluminar
A estrada, a casa, o quarto onde você está

Não dá pra ocultar
Algo preso quer sair do meu olhar
Atravessar montanhas e te alcançar
Tocar o seu olhar
Te fazer me enxergar e se enxergar em mim
Em mim... Aqui

Composição Antônio Villeroy Ana Carolina

Diga o que você pensa com esperança.
Pense no que você faz com fé.
Faça o que você deve fazer com amor!

Ana Carolina

É necessário muito mais que palavras pra mudar o mundo.

Carolina Lourenço

Escuto o silêncio que há em mim e basta.

Ana Carolina

estamos todos matriculados na escola da vida onde o mestre é o tempo.

Cora coralina

Estou animada, eu podia ir festar.. mas eu também estou com sono, eu podia ir dormir. Mas você esta online, então eu fico aqui, até você sair.

Ana Carolina

Eu não te procurei pra que a saudade fortalecesse nosso amor.

Ana Carolina

Eu poderia permanecer assim, só te olhando, sem dizer uma só palavra. Para sempre! E sim, eu seria feliz desse jeito.

Ana Carolina

Eu quero te roubar pra mim
eu que não sei pedir nada
me caminho é meio perdido
mas se perder seja o melhor destino
Agora não vou mais mudar
minha procura por si só
já era o que eu queria achar
quando você chama meu nome
Eu que tbem não sei aonde estou
pra mim que tudo era saudade
agora seja lá o que for
Eu so quero saber em qual rua
minha vida vai encostar na tua
E sai que forte eu sei chegar
mesmo se eu perder o rumo
E saiba que forte eu sei chegar
se for preciso eu sumo.

Ana Carolina

Conclusões de Aninha

Estavam ali parados. Marido e mulher.
Esperavam o carro. E foi que veio aquela da roça
tímida, humilde, sofrida.
Contou que o fogo, lá longe, tinha queimado seu rancho,
e tudo que tinha dentro.
Estava ali no comércio pedindo um auxílio para levantar
novo rancho e comprar suas pobrezinhas.


O homem ouviu. Abriu a carteira tirou uma cédula,
entregou sem palavra.
A mulher ouviu. Perguntou, indagou, especulou, aconselhou,
se comoveu e disse que Nossa Senhora havia de ajudar
E não abriu a bolsa.
Qual dos dois ajudou mais?


Donde se infere que o homem ajuda sem participar
e a mulher participa sem ajudar.
Da mesma forma aquela sentença:
"A quem te pedir um peixe, dá uma vara de pescar."
Pensando bem, não só a vara de pescar, também a linhada,
o anzol, a chumbada, a isca, apontar um poço piscoso
e ensinar a paciência do pescador.
Você faria isso, Leitor?
Antes que tudo isso se fizesse
o desvalido não morreria de fome?
Conclusão:
Na prática, a teoria é outra

Cora Coralina

Corredores...
Eu andei
Sorri, chorei, tanto
Não me arrependi
Ganhei e perdi
Fiz como pude
Lutei contra o amor
E quanto mais vencia, me achava um perdedor
Mais tarde me enganei
Vi com outros olhos
Quando às vezes não amei a mim
Não por falta de amor
Mas amor demais me levando pra alguém
Quem?
Visitou os corredores da minha alma
Soube dos enganos
Secretos planos
E até uns traumas
Sempre fui muito só
Eu andei
Sorri, chorei tanto
Fui quase feliz
Fiz tudo que quis
Fiz como puder
Desprezei meu ego
Dando esmolas a ele com se fosse um cego
Mais tarde me enfeitei
Até pintei os olhos
Quando às vezes não amei a mim
Não por falta de amor
Mas amor demais me escapando pra alguém
Quem?
Visitou os corredores da minha alma
Soube dos meus erros
E dos nós que fiz
Bem na linha da vida
Sempre fui muito só

Ana Carolina

DesculpaTe olho nos olhos e você reclama...Que te olho muito profundamente.Desculpa,Tudo que vivi foi muito profundamente...Eu te ensinei quem sou...E você foi me tirando...Os espaços entre os abraços,Guarda-me apenas uma fresta.Eu que sempre fui livre,Não importava o que os outros dissessem.Até onde posso ir para te resgatar?Reclama de mim, como se houvesse possibilidade...De me inventar de novo.Desculpa...Desculpa se te olho profundamente, rente à pele...A ponto de ver seus ancestrais...Nos seus traços.A ponto de ver a estrada...Onde ficam seus passos.Eu não vou separar minhas vitóriasDos meus fracassos!Eu não vou renunciar a mim;Nenhuma parte, nenhum pedaço do meu serVibrante, errante, sujo, livre, quente.Eu quero estar viva e permanecerTe olhando profundamente.

Ana Carolina Show HSBC Brasil

Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.

Cora Coralina

Fiz a escalada da montanha da vida
removendo pedras e plantando flores.

Cora Coralina


Contato Politica de Privacidade Datas Comemorativas Facebook Twitter Google+