Fernando Pessoa: Quando é que eu serei da tua cor, Do teu plácido


pensamento

Quando é que eu serei da tua cor,
Do teu plácido e azul encanto,
Ó claro dia exterior,
Ó céu mais útil que o meu pranto?

Fernando Pessoa

Contato Politica de Privacidade Datas Comemorativas Facebook Twitter Google+