Daiana Pais: Daiana Pais Viva ardentemente o amor. Não vivo ma



Daiana Pais

Viva ardentemente o amor.

Não vivo mais, não quero mais...
Vivo não por mim, quero não para mim.
Quem me dera eu poder escolher
Uma nova maneira de viver.
Uma nova pessoa eu queria ser
Queria tudo poder escolher
Lugares diferentes poder conhecer.
Mais a pessoa que eu queria ter
Não pode comigo agora estar.
Não esta preparado para se entregar
Para este profundo e eloqüente amor.
Seu corpo só a mim não pode pertencer
Mesmo sabendo que só dele eu quero ser
Não consegue compartilhar comigo
Todo desejo em que esta envolvido
Seja por amor, seja por paixão, mais pelo medo prefere a solidão.
Sei que um dia poderá se arrepender
De não se entregar a este amor.
Talvez seja tarde, talvez venha à dor, mais seja como for,
Prefiro morrer por este amor, a viver morrendo a cada dia de arrependimento, por não ter vivido e sobrevivido a este tão grande e poderoso amor.

Daiana Pais

Contato Politica de Privacidade Datas Comemorativas Facebook Twitter Google+