Adroaldo Bauer: "que amigo teu eu seria..." Ela me sorri


pensamento

"que amigo teu eu seria..."
Ela me sorri,
meu sorriso não retorna
há de ser de mim o que
que não mais a percebo
nem se se refira ela a mim
Definiu-se-me como a dor
Estou vivo, o coração dói
Eu a amo e é isso só
que nada importa.
Faz penar
Diz que se refere a mim.
Indiferença seria ainda pior.
Muito, muita vez mais.

Nem trocamos apenas olhares
e já somos os mais fiéis amigos.
E por que, então, sinto dor
pela amizade da mulher que amo?

Adroaldo Bauer

Contato Politica de Privacidade Datas Comemorativas Facebook Twitter Google+