Frases de Mário Quintana

> Autores > Mário Quintana
Mário de Miranda Quintana foi um poeta, tradutor e jornalista brasileiro. Nasceu em Alegrete na noite de 30 de julho de 1906 e faleceu em Porto Alegre, em 5 de maio de 1994.

[Biografia]

76 - 100 de 267 pensamentoss de Mário Quintana

Da Perfeição da Vida
Por que prender a vida em conceitos e normas?
O Belo e o Feio... O Bom e o Mau... Dor e Prazer...
Tudo, afinal, são formas
E não degraus do Ser!

Mário Quintana

"DA FELICIDADE
Quantas vezes a gente,em busca da ventura,
Procede tal e qual o avozinho infeliz:
Em vão,por toda parte,os óculos procura
Tendo-os na ponta do nariz!"

Mário Quintana

Quem pretende apenas a glória não a merece.

Mário Quintana

nunca diga

mario quintana

Esses que puxam conversa sobre se chove ou não chove - não poderão ir para o Céu! Lá faz sempre bom tempo...

Mário Quintana

Há uns que morrem antes; outros depois. O que há de mais raro, em tal assunto, é o defunto certo na hora exata.

Mário Quintana

Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade.

Mário Quintana

O poema é uma bola de cristal. Se apenas enxergares nele o teu nariz, não culpes o mágico.

Mario Quintana

[Leituras]
- Você ainda não leu O Significado do Significado? Não? Assim você nunca fica em dia.
- Mas eu estou só esperando que apareça O Significado do Significado do Significado.

Mário Quintana

"O segredo é não correr atrás das borboletas... É cuidar do jardim para que elas venham até você." [Mário Quintana]

"A amizade é um amor que nunca morre." [Mário Quintana]

"Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente, e não a gente a ele." [Mário Quintana]

"Slogam para o ministério da saúde: o fumante é um retardado que ainda não conseguiu deixar de mamar." [Mário Quintana]

"Se não fosse Van Gogh, o que seria do amarelo?" [Mário Quintana]

"Nunca me dê o Céu... Quero é sonhar com ele na inquietação feliz do Purgatório." [Mário Quintana]

"Hoje é outro dia." [Mário Quintana]

"Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo. Porque os corpos se entendem, mas as almas não." [Mário Quintana]

"As reticências são os três primeiros passos do pensamento que continua por conta própria o seu caminho." [Mário Quintana]

"Amar é mudar a alma de casa." [Mário Quintana]

"A mentira é uma verdade que se esqueceu de acontecer." [Mário Quintana]

"O grande consolo das velhas anedotas são os recém-nascidos." [Mário Quintana]

"Tudo o que acontece é natural - inclusive o sobrenatural." [Mário Quintana]

"O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente." [Mário Quintana]

"O sorriso enriquece os recebedores sem empobrecer os doadores." [Mário Quintana]

"Nunca desprezes os teus amigos, porque se um dia eles te esquecerem, só teus inimigos se lembrarão de ti." [Mário Quintana]

"Os verdadeiros analfabetos são aqueles que aprenderam a ler e não lêem. " [Mário Quintana]

"Com o tempo, não vamos ficando sozinhos apenas pelos que se foram: vamos ficando sozinhos uns dos outros." [Mário Quintana]

"Para sempre é muito tempo. O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo." [Mário Quintana]

"O tempo é um ponto de vista. Velho é quem é um dia mais velho que a gente." [Mário Quintana]

"Há duas espécies de livros: uns que os leitores esgotam, outros que esgotam os leitores." [Mário Quintana]

"O pior dos problemas da gente é que ninguém tem nada com isso." [Mário Quintana]

"O fantasma é um exibicionista póstumo." [Mário Quintana]

"O despertador é um acidente de tráfego de sono." [Mário Quintana]

"Datilografia: escrita por batuque." [Mário Quintana]

"Quando alguém pergunta a um autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro." [Mário Quintana]

Mário Quintana

O POETA
Venho do fundo das Eras
Quando o mundo mal nascia...
Sou tão antigo e tão novo
Como a luz de cada dia!

Mário Quintana

Não tenho vergonha de dizer que estou triste,
Não dessa tristeza ignominiosa dos que, em vez de se matarem, fazem poemas:
Estou triste por que vocês são burros e feios
E não morrem nunca...

Mário Quintana

A DIFERENÇA
A diferença entre um poeta e um louco é que o poeta
sabe que é louco... Porque a poesia é uma loucura lúcida

Mário Quintana

'Minha vida não foi um romance...
Nunca tive até hoje um segredo.
Se me amar, não digas, que morro
De surpresa... de encanto... de medo...

Minha vida não foi um romance
Minha vida passou por passar
Se não amas, não finjas, que vivo
Esperando um amor para amar.

Minha vida não foi um romance...
Pobre vida... passou sem enredo...
Glória a ti que me enches de vida
De surpresa, de encanto, de medo!

Minha vida não foi um romance...
Ai de mim... Já se ia acabar!
Pobre vida que toda depende
De um sorriso.. de um gesto.. um olhar...

Mário Quintana

"Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.

"Louco" é quem não procura ser feliz com o que possui.

"Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.

"Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.

"Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.

"Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.

"Diabético" é quem não consegue ser doce.

"Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer.

E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois:
"Miseráveis" são todos que não conseguem falar com Deus.

mario quintana

Mario quintana- nada como o tempo

Mario Quintana

nunca diga
mario quintana

mario quintana

O auto Retrato

No retrato que me faço
- traço a traço -
às vezes me pinto nuvem,
às vezes me pinto árvore...
às vezes me pinto coisas
de que nem há mais lembrança...
ou coisas que não existem
mas que um dia existirão...
e, desta lida, em que busco
- pouco a pouco -
minha eterna semelhança,
no final, que restará?
Um desenho de criança...
Terminado por um louco!

Mário Quíntana

EU ESCREVI UM POEMA TRISTE

Eu escrevi um poema triste
E belo, apenas da sua tristeza.
Não vem de ti essa tristeza
Mas das mudanças do Tempo,
Que ora nos traz esperanças
Ora nos dá incerteza...
Nem importa, ao velho Tempo,
Que sejas fiel ou infiel...
Eu fico, junto à correnteza,
Olhando as horas tão breves...
E das cartas que me escreves
Faço barcos de papel!

Mario Quintana

Poema da gare de Astapovo
O velho Leon Tolstoi fugiu de casa aos oitenta anos
E foi morrer na gare de Astapovo!
Com certeza sentou-se a um velho banco,
Um desses velhos bancos lustrosos pelo uso
Que existem em todas as estaçõezinhas pobres do mundo
Contra uma parede nua...
Sentou-se ...e sorriu amargamente
Pensando que
Em toda a sua vida
Apenas restava de seu a Gloria,
Esse irrisório chocalho cheio de guizos e fitinhas
Coloridas
Nas mãos esclerosadas de um caduco!
E entao a Morte,
Ao vê-lo tao sozinho aquela hora
Na estação deserta,
Julgou que ele estivesse ali a sua espera,
Quando apenas sentara para descansar um pouco!
A morte chegou na sua antiga locomotiva
(Ela sempre chega pontualmente na hora incerta...)
Mas talvez não pensou em nada disso, o grande Velho,
E quem sabe se ate não morreu feliz: ele fugiu...
Ele fugiu de casa...
Ele fugiu de casa aos oitenta anos de idade...
Não são todos que realizam os velhos sonhos da infância!

Mário Quintana

Não desças os degraus do sonho para não despertar os monstros.
Não subas aos sótãos - onde os deuses - por trás das suas máscaras, ocultam o próprio enigma.
Não desças, não subas, fica!
O mestério está é na sua vida!
E é um sonho louco este nosso mundo...

Mário Quintana

"A arte de viver é simplesmente a arte de conviver...simplesmente, disse eu? Mas como é difícil !" .

Mário Quintana

Quando eu for, um dia desses,
Poeira ou folha levada
No vento da madrugada,
Serei um pouco do nada
Invisível, delicioso

Que faz com que o teu ar
Pareça mais um olhar,
Suave mistério amoroso,
Cidade de meu andar
(Deste já tão longo andar!)

E talvez de meu repouso...

Mário Quintana

Da amizade entre as mulheres

Dizem-se amigas... Beijam-se... Mas qual!
Haverá quem nisso creia!
Salvo se uma das duas, por sinal,
For muito velha, ou muito feia...

Mário Quintana

Qualquer ideia que te agrade,
Por isso mesmo... é tua.
O autor nada mais fez que vestir a verdade
Que dentro em ti se achava inteiramente nua...

Mário Quintana


Contato Politica de Privacidade Datas Comemorativas Facebook Twitter Google+