Frases de Francisco de Quevedo

> Autores > Francisco de Quevedo
Francisco Gómez de Quevedo y Santibáñez Villegas (Madrid, 17 de Setembro de 1580 -Villanueva de los Infantes (Ciudad Real), 8 de Setembro de 1645) foi um escritor do século de ouro espanhol.


Encontradoss 12 pensamentoss de Francisco de Quevedo

Poucos há que, de medo ao castigo, fujam dos favores da fortuna.

Francisco de Quevedo

Não há maior desventura que a falta de alegria.

Francisco de Quevedo

É muito difícil conhecer o coração dos homens pelas suas palavras.

Francisco de Quevedo

O espírito que pensa no que pode temer, começa a temer o que começa a pensar.

Francisco de Quevedo

O avarento gostaria que o sol fosse de ouro para poder amoedá-lo.

Francisco de Quevedo

Da raivosa paixão que resulta do ciúme, só os ciumentos podem falar adequadamente. E será que mesmo os que a padecem são capazes de explicá-la? Como a devem rotular: Loucura furiosa? Inferno confuso? Verdugo do coração?

Francisco de Quevedo

O valente tem medo do seu adversário; o covarde tem medo do seu próprio temor.

Francisco de Quevedo

As liberalidades não vencem a inveja; pelo contrário, a inflamam.

Francisco de Quevedo

Todas as coisas estão sujeitas a leis; apenas a necessidade livre carece de lei.

Francisco de Quevedo

Quando afirmamos que o passado foi melhor, condenamos o futuro, sem conhecê-lo.

Francisco de Quevedo

São curtos os limites que separam a resignação da hipocrisia.

Francisco de Quevedo

Acerta quem suspeita que erra sempre.

Francisco de Quevedo


Contato Politica de Privacidade Datas Comemorativas Facebook Twitter Google+